CENTRO DE APOIO À APRENDIZAGEM

O CAA é uma estrutura de apoio agregadora dos recursos humanos e materiais, dos saberes e competências da escola que, em colaboração com os demais serviços e estruturas da escola.

 

Âmbito de Ação

1. Apoiar a inclusão das crianças e jovens no grupo/turma e nas rotinas e atividades da escola, designadamente através da diversificação de estratégias de acesso ao currículo;

2. Promover e apoiar o acesso à formação, ao ensino superior e à integração na vida pós-escolar;

3 .Promover e apoiar o acesso ao lazer, à participação social e à vida autónoma;

4. Promover a qualidade da participação dos alunos nos vários contextos de aprendizagem;

5. Apoiar os docentes do grupo/turma a que os alunos pertencem;

6. Apoiar a criação de recursos de aprendizagem e instrumentos de avaliação para as diversas componentes do currículo;

7. Desenvolver metodologias de intervenção interdisciplinares que facilitem a aprendizagem, a autonomia e a adaptação ao contexto escolar;

8. Promover a criação de ambientes estruturados, ricos em comunicação e interação, fomentadores da aprendizagem;

9. Apoiar a organização do processo de transição para a vida pós-escolar.

 

1. Qualquer aluno poderá utilizar o espaço para procurar apoio e orientação, mas será dada prioridade aos alunos cujas medidas adicionais de suporte à aprendizagem sejam as previstas nas alíneas b) d) e e) do nº 4 do art.º 10º do Decreto-Lei n.º 54 de 6 de julho de 2018 e que necessitem de apoio às aprendizagens e respostas para o percurso escolar, nas diferentes ofertas de educação e formação, afirmando-se como resposta complementar ao trabalho desenvolvido em sala de aula ou noutros contextos pedagógicos, com vista à sua inclusão.

2. Todos os docentes de grupo/turma dos alunos que evidenciem necessidade de apoio às aprendizagens dos alunos, para a definição de estratégias, dinâmicas, metodologias de intervenção interdisciplinares que facilitem os processos de aprendizagem, de autonomia e de adaptação ao contexto escolar.

3. Todos os professores e técnicos especializados no apoio à criação de recursos de aprendizagem e instrumentos de avaliação para as diversas componentes do currículo.

Os principais polos do CAA do Agrupamento de Escolas Eduardo Gageiro situam-se na:

1. Escola Básica Bartolomeu Dias (Pavilhão A, sala3) agregando o mesmo uma Unidade de Apoio a Alunos com Multideficiência (UAAM);

2. Escola Secundária de Sacavém, vocacionado especialmente para o atendimento a alunos do 3º ciclo e ensino secundário com adaptações curriculares significativas, necessitando de um atendimento muito diferenciado.

Estes espaços devem dispor de um conjunto de recursos materiais variados e direcionados às necessidades dos alunos, organizados por áreas específicas, nomeadamente espaço de trabalho pedagógico mediado, espaço de atividades de vida diária, espaço lúdico e espaço de trabalho autónomo.

3. Existem ainda, em todas as escolas do agrupamento, espaços destinados à mobilização de estratégias e conteúdos que, em algumas circunstâncias, requerem a intervenção individualizada ou em pequeno grupo do docente de educação especial. Assim, os gabinetes G2 e G3, na Escola Bartolomeu Dias; a sala 1, na Escola nº 3; o Gabinete 10, na Escola do Prior Velho e a Biblioteca, na Escola nº 1, servem também este propósito.

Constituem-se recursos humanos do CAA:

1. Professores de Educação Especial;

2. Educadores de Infância;

3. Professores do 1º ciclo;

4. Professores das diferentes disciplinas;

5. Professores de apoio educativo;

6. Técnicos especializados;

7. Assistentes operacionais (preferencialmente com formação específica).

Os diferentes polos do CAA, nomeadamente aqueles que promovem o atendimento a alunos do 2º, 3º ciclos e ensino secundário, cujos alunos tenham previsto nos seus PEI a mobilização de objetivos de ordem académica adequados ao seu perfil de aprendizagem, devem dispor de um conjunto permanente de professores para lecionarem as disciplinas específicas.

1. Recursos audiovisuais (retroprojetor e tela)

2. Recursos tecnológicos (computadores, tablets, acesso à internet, software educativo);

3. Jogos lúdicos e didáticos;

4. Dossiers temáticos; 

5. Manuais escolares.

1. O CAA e cada um dos principais polos será coordenado e monitorizado por um docente de educação especial.

2. Compete ao coordenador do CAA promover a organização da rotina diária, de acordo com as necessidades dos alunos e com os recursos humanos disponíveis, zelar pelo cumprimento dos objetivos previstos nos PEI dos alunos atendidos e estabelecer um conjunto de atividades que promovam a inclusão dos alunos no espaço escolar e suas turmas de referência.